UGT E FETRACOM NA PARALISAÇÃO NACIONAL CONTRA A RETIRADA DE DIREITO E CONTRA AS MUDANÇAS NA PREVIDÊNCIA

“...NENHUM DIREITO A MENOS.”

Esta foi a frase que elegemos para iniciar nossa jornada contra a reforma trabalhista e previdenciária que Temer quer empurrar para os brasileiros. Já falamos essa frase, mas repetiremos quantas vezes forem necessárias: A reforma de Temer é um pacote de maldades sem precedentes na história do Brasil contra os brasileiros. É também conhecida como  a reforma da morte.

A UGT Pará, a FETRACOM e os Sindicatos filiados não aceitam essas reformas nefastas, destruidoras das vidas dos brasileiros e de maldade extrema contra a sociedade em geral. Vamos nos levantar contra Temer e contra todos os que estiverem por trás desse desequilíbrio social proposto por este governo não legítimo que ai está. Vamos para às ruas, como fizemos ontem, vamos empunhar nossas bandeiras, nos unir e dizer não para as reformas e não para Temer. Vamos lutar, vamos ser incansáveis para defender os direitos dos trabalhadores e garantir suas aposentadorias.

Ontem, mobilizamos nossa base, unimo-nos a outras centrais sindicais que também se mobilizaram e fomos às ruas. Levamos milhares de trabalhadores que uniram-se a nós em um gesto de força e de coragem para dizer a Temer que não se atreva a mexer com quem produz nesse país. Deixamos claro que nós, os trabalhadores, não somos os culpados pela corrupção, pelo desvio de dinheiro público e nem pela falência do estado brasileiro. Se é para gastar menos, que comecem por eles, os políticos. Reduzam seus salários, suas mordomias, suas despesas e outras vantagens bancadas com o dinheiro do contribuinte. Acabem de vez com o foro privilegiado, banquem, dos seus salários, as suas viagens, seu combustível e suas despesas pessoais.

Em uma só voz, dissemos ontem: chega de corrupção, chega de bandidagem do colarinho branco, chega de maldades contra os brasileiros. Nós, os trabalhadores, não iremos pagar mais essa conta, a conta da corrupção dos políticos.

Zé Francisco

Presidente da UGT Pará e da FETRACOM

SINDECOMAR - SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DO MUNICÍPIO DE MARABÁ E SUL DO PARÁ

20170315_091826